Deus é Soberano

Deus é o Senhor da História: Venceremos o totalitarismo!

Deus é o Senhor da História: Venceremos o totalitarismo!

Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”.

Josué 1:9 (NVI)

Acordei e fui trabalhar. Cansado, pessimista quanto ao futuro não somente meu, mas também de minha nação. Com dificuldade consegui ensinar inglês para uma turma que, de fato, busca aprender e dominar este idioma. Um grupo disciplinado, algo raro em muitas salas de aula.

Não parava de pensar sobre o ativismo judicial, uma força bestial que vem crescendo, alimentando-se dos sonhos e esperanças de conservadores e cristãos.

Na minha mente duas frases atribuídas ao grande Rui Barbosa não paravam de martelar: “A pior ditadura é a do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer” e “Não falsifica a História somente quem inverte a verdade, senão também quem a omite”.

Tendo terminado a leitura de A história das constituições brasileiras, do historiador Marco Antonio Villa, certo trecho dava voltas em meus pensamentos, trecho este que se refere ao poder judiciário: “Foi silenciado muitas vezes, é verdade. Contudo, aceitou ser calado. Nunca deu – e o livro fornece diversos exemplos – lições de cidadania, de defesa intransigente do cidadão e das liberdades. Ao contrário, deixou de exercer a sua função primordial, a aplicação da justiça.”(grifo nosso)

Uma economia que luta contra a tirania daqueles que desprezam o sofrimento de empreendedores e trabalhadores. Uma politica contaminada pela sede de poder. Uma educação que insiste em formar militantes violentos e inescrupulosos.

Grandes empresas de tecnologia, como o Facebook e google, tornaram-se o ministério da verdade, decidindo o que deve ser dito e retaliando com selvageria todo pensamento contrário a uma visão de “mundo melhor”, onde muitos serão escravos de poucos.

O grande autor C.S Lewis, no livro a Abolição do Homem, estava certo: “Os últimos homens, longe de serem os herdeiros do poder, serão os que mais estarão sujeitos à mão mortal dos grandes planejadores e manipuladores, e serão os menos capazes de exercer algum poder sobre o futuro.” (grifo nosso)

Em minha casa não pude deixar de olhar o retrato de meu pai e lembrar a sua frase mais memorável: “Devemos estar de joelhos diante de Deus e de punhos cerrados diante dos homens”. Foi quando me lembrei que , de fato, estar de joelhos é a atitude mais corajosa e mais nobre a se tomar. Atitude que não me torna passivo, e sim, cheio de ousadia.

Deus é o verdadeiro Senhor da Historia Humana e Ele, de um modo que não compreendo, sempre usa homens e mulheres, inconformados com a mentalidade da sociedade de seu tempo, para falar a verdade, para denunciar os caminhos torpes e malignos dos seus pares e para iniciar uma jornada dura, é verdade, contudo mais gloriosa.

O destino dos homens não se encontra nas mãos de ditadores. A fé e a luta contra a loucura de nossos dias resultará em uma realidade menos penosa e mais rica, talvez não a ser desfrutada por nós, mas será certamente por nossos filhos.

Para além de heróis e mitos, sejamos filhos do Senhor da História, reais donos do nosso destino.

Aprenda sobre conservadorismo, direito, política, história, filosofia, cristianismo, economia e educação.

As posições expressas em artigos por nossos colunistas, revelam, a priori, as suas próprias crenças e opiniões; e não necessariamente as opiniões e crenças do Burke Instituto Conservador. Para conhecer as nossas opiniões se atente aos editoriais e vídeos institucionais

Carlos Alberto Chaves P. Junior

Carlos Alberto Chaves P. Junior

Graduado pela Universidade Federal de Pernambuco ( UFPE) em letras desde o ano de 2008.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Comentários

Relacionados