Domínio
Homens criados para dominar e exercer domínio.

Homens foram criados para dominar

Homens foram criados para dominar. Isso mesmo, você não leu nada errado e muito menos machista. Homens foram criados para exercer domínio desde a criação do mundo, tal afirmação e autoridade não parte daquele que vos escreve, parte do próprio Deus que tudo criou e designou o propósito. Afirmar que homens foram criados para dominar soa como algo terrível nos dias atuais, principalmente em um tempo em que a masculinidade vem sendo rebaixada e o feminismo vem sendo exaltado.

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra

Gênesis 1:26-28

Mas se homens foram criados para dominar, por que não estão exercendo domínio? Será que não são capazes de exercer domínio ou não foram preparados para tal? Acredito que o enfraquecimento do domínio do homem sobre todas as coisas acontece por vários motivos, mas entre tantos motivos um se destaca: negligência na instrução dos homens.

Todo aquele que foi criado para dominar precisa de instruções para exercer tal domínio, não foi diferente com o primeiro homem, Deus deu todas as instruções que ele precisava para exercer domínio. Não estamos falando de privilégios dados por Deus aos homens, estamos falando de deveres e responsabilidades. Aramis C. DeBarros em seu curso Os Movimentos Revolucionários e a Guerra a Contra Família[1] destaca que: “A lista divina de obrigações masculinas é muito maior que seus direitos. O pai de família cristão é chamado a portar-se como líder, servo, e dar a vida pela esposa”.  Exercer domínio requer conhecimento e aprendizagem, seja no lar, igreja ou na sociedade, e aqueles que foram designados para dominar foram os homens.

Exemplos bíblicos de homens chamados para exercer domínio:

 

Homens foram chamados para exercer domínio governamental:

José filho de Israel (Jacó), também conhecido como José do Egito, foi vendido pelos seus irmãos como escravo, indo parar na terra do Egito, onde esteve na casa de Potifar, oficial do Faraó e comandante da guarda. José na terra do Egito, passou por grandes aflições, chegou na condição de escravo, foi preso injustamente e na prisão foi esquecido. Em meio a toda essa turbulência Deus chamou José para governar, levando ele até o alto escalão do governo do Egito, onde a palavra de José só estava abaixo da palavra de Faraó.

José do Egito, é um bom exemplo de domínio pela política, não um domínio tirânico e autoritário, mas um domínio de cuidado e benevolência. José usou sua autoridade para cuidar da terra do Egito e de todos os habitantes a sua volta. Em um momento de crise e assolação onde uma grande fome atingia a terra, José exerceu domínio. Seus sonhos, o tempo de mordomo na casa de Potifar e o período de supervisor de prisioneiros na cadeia, foram os moldes que Deus usou para instruir José. Deus forjou um bom homem para exercer domínio em meio as adversidades.[2]

 

Homens foram chamados para exercer domínio sacerdotal:

Quando falamos em sacerdote é inegável que Jesus é por ofício e excelência o maior e melhor sacerdote, tal fato é inegável! Porém, aqui estamos tratando de homens imperfeitos que foram chamados para exercer domínio, sendo assim, Jesus não entra nessa lista, por ser ele perfeito, puro e excelente.

Porém, temos um exemplo bíblico de homem imperfeito chamado a dominar – Moisés. Após toda trajetória de José na terra do Egito, levantou-se um novo faraó que não conhecera José, este novo faraó trouxe opressão ao povo de Israel, até que Deus levantou um homem chamado Moisés, este por sua vez conduziu o povo para fora da terra do Egito, não chegou a desfrutar da terra prometida por Deus, tal fato só ocorre com seu sucessor Josué. Mesmo Moisés não sendo perfeito, Deus o usou como um líder medianeiro que levou Deus ao povo e representou o povo perante Deus. A Moisés foi dado o privilégio de dominar, ser líder, conduzir o povo para fora da terra do Egito, também foi concedido a ele as leis e estatutos do Senhor, leis e estatutos que conduziriam o povo para os valores morais, civis e religiosos[3].

 

Homens foram chamados para exercer domínio familiar:

Adão, por ser o primeiro homem recebeu um chamado de liderança amplo, devia cuidar do jardim do Éden e tudo o que envolve tal cuidado, deveria cuidar da sua esposa Eva, protegendo, amando e multiplicando sua prole, deveria exercer sacerdócio representando sua família perante o Criador e conduzindo a mesma a obediência. Fato é que Adão, falhou em muitos aspectos e sofremos a consequência de seu pecado até hoje.

Entretanto, em Adão temos todas as diretrizes dadas por Deus para condução de uma família, justamente por Adão ter falhado como governador, sacerdote e líder de seu lar, sofremos os efeitos noéticos[4] da queda. Adão era responsável em exercer domínio sobre todas as coisas, inclusive sobra sua família – mulher. Isso torna-se evidente no momento da queda, pois mesmo que sendo Eva a primeira dar ouvidos a serpente e comer do fruto proibido, Deus ao ir de encontro aos transgressores dirige-se a Adão, “E chamou Senhor Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás?” (Gn 3.9) O exemplo de domínio que o homem deve exercer sobre a família, nesse caso não repousa sobre Adão, mas nas instruções de Deus a ele.

 

Conclusão:

Homens foram criados para dominar, exercendo liderança, amor proteção e provisão, essas quatro ações devem ser repetidas no lar, igreja e sociedade. Um homem que não exerce domínio está à mercê da vulnerabilidade de sua masculinidade, se tornará fraco e desprezível. Um homem que não exerce domínio será ruína para sua casa, jamais deve estar à frente de qualquer atividade sacerdotal e nunca deverá ocupar algum papel de liderança governamental, colocar um homem sem domínio em posições tão importantes é trazer ruina e desgraça para todos.

Sendo assim, seja homem! Exerça domínio! Se falta aos garotos de hoje em dia exemplo de liderança e domínio dentro de seus lares (Pai), isso não pode servir como desculpas, nas Escrituras existem exemplos de homens que exerceram domínio e tornaram-se grandes homens, seus feitos foram registrados para que hoje fossem exemplo aos demais. Douglas Wilson em seu livro “Futuros Homens Criando Meninos para Enfrentar Gigantes”[5], afirma: “Homens foram criados para exercer domínio sobre a terra; foram moldados para lavrar, cultivar a terra; equipados para ser salvadores, livrando do mal; espera-se que cresçam em sabedoria, tornando-se sábios” (p.15). Não há desculpas plausíveis diante da responsabilidade que é incumbida aos homens.

Instrução é necessário para transformar meninos em homens, não é de hoje que existe a necessidade de instruir e formar homens que possam exercer domínio sobre a terra e gerenciar bem suas famílias, igrejas e sociedade. Por isso, mais uma vez lhe peço: Seja homem! Exerça domínio! Sua mulher, seus filhos, sua família, sua igreja e a sociedade necessitam que você exerça domínio com excelência, nunca se esqueça que homens foram criados para dominar.

 

Referências:

[1] O curso “Os Movimentos Revolucionários e a Guerra Contra Família” está disponível na plataforma do Burke Instituto Conservador. Nesse curso professor Aramis C. DeBArros, aponta para movimentos de cunho revolucionário antes mesmo de surgirem as ideias de Karl Marx. O desejo de destruição da família, libertinagem sexual e controle de natalidade, não é algo pertinente somente aos marxistas, outras pessoas e grupos já buscaram implantar sociedades utópicas, onde masculinidade, feminilidade e família ganhavam novos significados e deveres. Para saber mais acesse https://www.burkeinstituto.com/

 

[2] Para compreender de forma detalhada e linear a história de José, recomendo a leitura de Gênesis do capítulo 27 – 48.

[3] Para compreender de forma detalhada e linear a história de Moisés, recomendo a leitura do livro de Êxodo.

[4] A palavra noético deriva-se da palavra grega nous, que é normalmente traduzida como “mente”. Assim, os efeitos noéticos do pecado são estas consequências da queda do homem no intelecto humano

[5] Recomendo fortemente a leitura dessa obra de Douglas Wilson, material riquíssimo para aqueles que desejam oferecer uma educação bíblica e de qualidade aos meninos. O autor aponta para um caminho bíblico para formação de verdadeiros homens que possam atuar de forma excelente em todas as áreas.

Aos interessados o livro pode ser adquirido com desconto no site https://www.lojaler.com.br/index.php/produto/futuros-homens/

 

Já Conhece o Meu Clube Conservador?

Assine o Kit Virtual do Meu Clube Conservador por apenas R$ 29 mensais e tenha acesso a cursos online com emissão de certificado, eBooks e palestras.

As posições expressas em artigos por nossos colunistas, revelam, a priori, as suas próprias crenças e opiniões; e não necessariamente as opiniões e crenças do Burke Instituto Conservador. Para conhecer as nossas opiniões se atente aos editoriais e vídeos institucionais

Wesley Felipe

Wesley Felipe

Wesley Felipe dos Santos, é um dos fundadores do Burke Instituto Conservador. Casado com Larissa Marazzio, atualmente. É bacharel em teologia pelo Cetevap(Centro Estudos Teológicos Vale Paraíba) e covalidado pela Faterj, coordenador de cursos do Ministério Ler, e membro do Templo Batista Bíblico de São José dos Campos – SP.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Comentários

Relacionados