Burke Editorial

O Burke Editorial tem a missão de fomentar o debate público, oferecendo conteúdos intelectuais de qualidade em uma verdadeira paleta plural de conhecimentos relevantes ao leitor brasileiro.

Trazendo para o mundo editorial brasileiro, escritos de real importância cultural para a nação, os textos selecionados por nossos curadores são trabalhados com o máximo cuidado por nossos profissionais de editoração.

Tudo isso para entregar não só livros de qualidade, mas também relevância cultural e formação humana aos nossos parceiros e entusiastas.

Nós, do Burke Editorial, pretendemos marcar território no campo das publicações culturais do mundo lusófono, e, para tal fim, temos como missão institucional ser mais que impressores de livros, mas cuidadosos artesão do conhecimento, reais ofertante de liberdade intelectual.

OBRAS PUBLICADAS

Articulando em Segurança: Contrapontos ao Desarmamento Civil

Autor: Fabricio Rebelo   Páginas: 400   Edição: 3ª   Ano: 2019   ISBN: 978-65-80247-00-4   Dimensões: 14×21   Acabamento: Brochura

O LEITOR ENCONTRARÁ

  1. Temas avançados sobre desarmamento civil.
  2. Temas sobre segurança pública atualizados.
  3. Linguagem descomplicada, técnica e objetiva.
  4. Quadros e ilustrações gráficas para exemplificar e facilitar a compreensão.

SOBRE A OBRA

Os números absolutos de homicídios no Brasil já ultrapassam a marca de 60 mil por ano. Uma média de mais de 160 homicídios por dia. Somando as cinco principais guerras do mundo atual, seriam necessários ao menos dois anos para alcançar o número de homicídios praticados no Brasil em um único ano.

A explicação para esse cenário macabro não parte de nenhum raciocínio lógico. A explicação é ideológica. Há décadas, teorias ideológicas, muitas desprovidas de base empírica e científica, contaminam a segurança pública. Destacamos o desarmamento civil, medida introduzida com a promessa de redução da criminalidade, porém, na prática, somada a um arcabouçou legislativo dito garantista, por vezes leniente com a criminalidade, que tem elevado os índices de crimes, em especial os violentos. Ao passo que o crime organizado vem se armando cada vez mais, o cidadão de bem vem sendo cada vez mais subjugado. Para a criminalidade, o cenário se aproxima do ideal: guerra assimétrica entre transgressores e cidadãos ordeiros.

Impossível tempo mais oportuno que o atual para o lançamento da 3ª edição desta obra, reorganizada, revista e ampliada. Trata-se de coletânea de artigos contundentes do pesquisador Fabricio Rebelo, com críticas aos erros praticados sucessivamente por governos que, por vezes, dolosamente ou não, foram responsáveis pelo atual estado de coisas em que vivemos.

Por meio de artigos objetivos, elucidativos e muito bem embasados, o leitor encontrará a raiz de muitos males que assolam a segurança pública do país. Ao final, certamente compreenderá de forma madura quais os principais fatores que contribuem para o crescimento da criminalidade, bem como quais as técnicas de retórica e “maquiagem” que ocultam as ideologias e verdadeiros propósitos de movimentos políticos e grupos não eleitos que ditaram até aqui os rumos da segurança pública.

FABRICIO REBELO é jurista e pesquisador em segurança pública. Graduado em janeiro de 1998 pela Faculdade de Direito da Universidade Católica do Salvador (BA), exerceu a advocacia até 2002, quando ingressou no Poder Judiciário do Estado da Bahia. Iniciou a atividade de pesquisa em 2005, fomentado pelos debates sobre o referendo quanto ao comércio de armas e munições no Brasil, época coincidente à de seu registro junto ao Exército Brasileiro como Colecionador, Atirador e Caçador (CAC), atividades a que igualmente se dedica.

É autor de inúmeros artigos com temática jurídica e de segurança, publicados nos mais variados veículos de mídia, impressa e eletrônica, alguns deles com tradução para outros idiomas.

Dentre suas publicações, está o “Estatuto do Desarmamento – uma lei socialmente desajustada”, de cuja repercussão resultou a apresentação do Projeto de Lei nº 3.722/12, propondo a revogação daquela norma e introduzindo um novo modelo de controle da circulação de armas no país.

É fonte recorrente para matérias jornalísticas e entrevistas, atuando, também, como consultor externo sobre projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional, inclusive participando, como palestrante, de audiências públicas ali realizadas. Coordena o CEPEDES – Centro de Pesquisa em Direito e Segurança (www.cepedes.org), fundado a partir de seu trabalho de pesquisa e onde também ministra cursos livres, próprios e em parceria.

É professor do curso “Direito e Globalismo” do Burke Instituto Conservador.